HOME QUEM SOMOS CURSOS VITRINE EVENTOS CONTATO
(11) 2604-3070
 


 
 




 

SEITAI - Parte 3 - Teruyoshu Hoga e Dina Hoga



 

SEITAI - Parte 3

Teruyoshu Hoga e Dina Hoga 
Terapeutas

13- Método Pontual (Figura 13)
Procedimento: Pressionar perpedincularmente os pontos de acupuntura escolhidos com polegar ou a ponta do dedo médio. Este método é o principal na massagem acupuntural. O método pontual pode ser aplicado em todo o corpo e em área grande e rica em músculo. Pode-se utilizar o cotovelo, porém não se utiliza o cotovelo quando se trata de massagem acupuntural estética.

 
Figura 13

Pré-requisito de aplicação: como o método puntual é um tipo de método de sedação forte. Ao aplicar, deve-se escolher o ponto corretamente. Aplicar o método puntual conforme a constituição do paciente para conseguir o deqi. Ao aplicar o método, seguir o princípio de partir com força suave para pesada, de rasa para funda e, assim que se obtiver a energia, levantar o dedo devagar. Não pressionar ou tirar o dedo de repente, senão além de não conseguir o resultado esperado da massagem estética, provoca-se desconforto ou acaba-se contraindo efeitos desejados. Portanto, ao aplicar seja prudente e não agressivo.

Efeito: o método puntual é o método de forte estimulação, harmoniza o meridiano, melhorando o fluxo de energia e tem efeito analgésico. Portanto, tem efeito de prevenção e terapia contra manchas faciais.

 

14- Método de Pinçamento (Figura 14)
Procedimento: forçar a pinça com a barriga do polegar e a lateral do indicador dobrado, pinçar a pele e o músculo endurecido da área patológica ou ponto de acupuntura com força e repetir ritmicamente. Este método é freqüentemente adotado para o ponto VG14.


Figura 14

Pré-requisito da aplicação: este método não deve demorar. Quando a pele local apresentar coloração vermelha ou roxa, está suficiente. Ao aplicar, não se pode torcer. E deve ser rápida para reduzir a sensação de dor.

Efeito: este método é adotado para casos de sensação de peso e dor na articulação e músculo devido à energia perversa do vento e do frio, manifestando nas áreas escapular, cervical, lombar, dorsal, femoral, joelho entre outras. Expulsa a energia perversa do vento e do frio, excretando os resíduos do corpo, eliminando a energia perversa, liberando a superfície com a sudorese e relaxando o músculo para a dor.


15- Método de Trança (Figura 15)

Procedimento: friccionar com força, deslocando repetidamente entre acima e abaixo da área escolhida com ambas as mãos ou dedos de ambas as mãos, como se estivesse trançando uma corda.


Figura 15

Pré-requisito da aplicação: tanto com a palma da mão ou trabalhando com os dedos, manter a mesma força para ambas as mãos. Esta força tem que ser flexível e equilibrada. O movimento deve ser bem equilibrado, a velocidade da fricção rápida, a velocidade do deslocamento deve ser constante e seu efeito relaxante. Manifestando a sensação da dormência e aquecimento, é o suficiente.

Efeito: controla o vento externo do fígado, relaxando o tendinomuscular, aliviando o fluxo K da energia do fígado, melhorando a harmonia entre energia e sangue e expulsando a energia perversa do vento frio.

16- Método da Percussão (Figura 16)
Procedimento: fazer o vazio, dobrando os dedos de ambas as mãos no lado palmar e percutir a área escolhida ritmicamente e alternadamente. Pode-se percutir com as duas mãos ou com o dedo médio.


Figura 16

Pré-requisito da aplicação: como se trata de um método de estimulação pesada, é necessário adequar a força. Percutir ritmicamente, conforme constituição física do paciente, a fim de proporcionar conforto ao mesmo.

Efeito: o método da percussão é aplicável ao ombro, área lombar e membros inferiores e superiores, e tem efeito para conduzir a energia, melhorando a circulação dos meridianos. Relaxa os músculos, surte efeito para aliviar a sensação de peso, inchaço e dormência. Este método é utilizado na nuca no fim da massagem.

17- Método de Percussão
Procedimento: abrir naturalmente a palma da mão, encostar o lado do mínimo na pele e percutir leve e ritmicamente de cima para baixo alternadamente (Figura 17.1). Ainda há casos que percutem juntando ambas as mãos. É freqüentemente utilizado nas áreas dorsais e coxo-lombar (Figura 17.2).


Figura 17

Pré-requisito de aplicação: ao aplicar o método da percussão, relaxar o punho com a força reflexiva nos dedos, proporcionando bem estar para o paciente. Pode-se variar a velocidade, mas adequando-a ao estado real do paciente.

Efeito: quando se utiliza força ligeira constante relaxante, surte efeito para estabilidade psicológica, podendo aliviar a fadiga muscular, mas quando se aplica grande força rapidamente, terá efeito de excitar o nervo, aumentando a elasticidade muscular.

18- Método de Percussão Palmar (Figura 18)

Procedimento: percutir leve ou pesado com a palma da mão, alternadamente entre acima e abaixo, de forma rítmica nas áreas escolhidas. A palma pode ser estendida ou com concavidade. Este método é muito utilizado nos ombros e dorsais no término da massagem.


Figura 18

Pré-requisito da aplicação: não se deve concentrar força demasiada, tanto com a mão estendida como côncava. Ao percutir alternadamente, seguir certo ritmo, não trabalhar com a força do braço, mas sim do punho, e sua intensidade deve proporcionar bem-estar ao paciente.

Efeito: quando percutida suavemente, proporciona melhor circulação sangüínea, analgesia e relaxamento muscular, inibindo a excitação nervosa. Quando a percussão é pesada, melhora a circulação sangüínea, conduzindo o meridiano e expulsando a energia perversa do vento frio.

19- Método da Picotagem (Figura 19)
Procedimento: formar uma flor de ameixa com os cinco dedos da mão e percutir o dorso ou a cabeça perpendicularmente à área escolhida, como se estivesse pinçando. O principal movimento baseia-se no punho. É como se o passarinho estivesse caçando os bichinhos.


Figura 19

Pré-requisito da Aplicação: o método de picotagem utiliza totalmente a força do punho, tocando na área com a ponta dos dedos ritmicamente. Não forçar demasiadamente. A força precisa ser bem distribuída, mantendo-se reflexiva nos dedos.

Efeito: ao aplicar o método da picotagem suave e constante, controla a excitação nervosa, estabilizando psiquicamente, enquanto ao se aplicar pesado e rápido, proporciona excitação nervosa.

20- Método Vibracional (Figura 20)
Procedimento: o terapeuta deve fletir ligeiramente o joelho, inclinar ligeiramente a região lombar, segura a mão do paciente e solicitar uma ligeira força para cima, fazendo vibração em forma de onda. Este método aplica-se mais ao membro superior, mas pode ser aplicado para o membro inferior também.


Figura 20

Pré-requisito de aplicação: segurar o punho do paciente com a força do punho do terapeuta e vibrar. Não puxar com força, emitir força mediana para cima. No momento da vibração, manter a continuidade, iniciando lentamente e ganhando velocidade, sem forçar para que o paciente não tenha dificuldade de acompanhar.

Efeito: este método proporciona melhor movimento na articulação, alongando o tendinomuscular, relaxando o músculo e eliminando a fadiga. Deve ser efetuado depois dos outros, porque se aplicado desde o início pode lesar a área músculo-esquelética.

21- Método de Rotação (Figura 21)
Procedimento: o terapeuta sustenta a articulação do paciente e chacoalha, girando para a esquerda e para a direita. Dependendo do local, o chacoalhar divide-se em ombro-cotovelo-braquial e quadril-joelho.


Figura 21

No caso do braço, o paciente fica sentado, o terapeuta coloca a mão no ombro do paciente e com a outra mão segura a extremidade inferior do antebraço do paciente e gira para anteroposterior e esquerda - direita, girando como uma roda de tear.


Figura 22

Pré-requisito de aplicação: a velocidade deve ser atenuada, iniciando pelo movimento de pequena amplitude e ir aumentando, sem ultrapassar o limite fisiológico.

Efeito: melhora a motilidade osteotendineomuscular, principalmente nas articulações, fortalecendo a função fisiológica. Ativa a função do meridiano, harmonizando a energia e o sangue, relaxando os ligamentos e eliminando as estagnações.

22- Método do levantamento
Procedimento: existem dois métodos, um é até o nível do ombro, e o outro para cima da cabeça. No nível do ombro, conforme a figura 22.1, o terapeuta segura os cinco dedos do paciente com o lado palmar para baixo e estende o membro superior, chacoalha algumas vezes e levanta o lado dorsal da mão com a força do punho.
No outro método, conforme a figura 22.2, o terapeuta segura os cinco dedos do paciente com ambas as mãos, mantendo a palma estendida para cima, chacoalha ligeiramente, relaxa o ombro e o dorso do paciente e, finalmente, com um pouco de esforço, levanta a mão do paciente até o limite fisiológico.

Pré-requisito de aplicação: no primeiro caso, utiliza-se a força do punho e, no segundo caso, mantém-se a palma da mão do paciente virada para cima. Caso contrário, a articulação escapular pode sofrer luxação, provocando lesão grave.


Figura 22.1

 


Figura 22.2

Efeito: este método surte efeito terapêutico para lesão do membro superior, como contusão articular, recuperação de luxação e escapulo-dorsal. Para pessoas normais, proporciona uma melhor mobilidade e fortalecimento articular, porém deve-se tomar cuidado para efetuar depois outros métodos, senão pode-se provocar efeitos indesejados.

 
 

















 


(11) 2604-3070
2015 - Belezain - Todos os direitos reservados. Termo de responsabilidade.

Desenvolvido e Hospedado por Megainter