HOME QUEM SOMOS CURSOS VITRINE EVENTOS CONTATO
(11) 98525-4063
 


 
 




 

Avaliação dos possíveis efeitos do Helianthus Annuus L. (Girassol) topicamente em pele de ratos senis



 

Autora: Monica Margaret Ribeiro Campos

Coordenado e revisado pela Profª Jeanete Moussa Alma.

Introdução: Helianthus annuus Linné pertencente à família das Asteraceae possui um elevado percentual de ácidos graxos insaturados (ácidos palmíticos, oléico, linoléico), proteínas, betaína colina, histidina etc. Visto que o óleo extraído de H. annuus (Girassol) é bem descrito em literatura e possuindo ação cicatrizante em contusões, escoriações, úlceras e feridas parece agir com eficácia em lesões cutâneas. A semente de girassol apresenta em sua composição vitamina E, esta atua sobre as funções reprodutoras além de ter ação nutritiva, antioxidante e antienvelhecimento, comprovando a hipótese de que haja sobre o tegumento, utilizado via tópica, pode amenizar efeitos provocados pela involução. Desta forma parece-nos interessante um estudo que avalia in vivo os possíveis efeitos provocados pelo girassol em epiderme de ratos senis.

Objetivo: Avaliar os possíveis efeitos decorrentes do uso do Helianthus annuus L. topicamente em pele de ratos senis.

Método: Utilizou-se 18 biópsias coletadas de rattus novérgucos albinos da linhagem wistar, machos com idade de aproximadamente 30 semanas, peso médio de 350gramas, mantidos aos pares em gaiolas coletivas, alimentação balanceada, água ad libidum em condições ambientais sengundo COBEA. Foram feitas aplicações consecutivas durante 21 dias, por um mesmo pesquisador, na região do metâmero lombar e cervical, ambos receberam 0,1mL/dia de emulsão placebo ou emulsão 10% girassol. Ao final de 21 dias os animais foram induzidos em câmara de inalação, procedeu-se o deslocamento cervical. Foram removidas biópsias, colaras histologicamente e lâminas submetidas à luz da microscopia. Resultados: Nota-se um aumento no número de fibras, descamação acentuada na camada córnea, falta de invaginação dermo-epidérmica. Evidencia-se uma maior descamação córnea. Ocorre infiltrado leucocitário sugerindo uma possível agressão devido a descamação promovida pelo girassol .Células tipo melanócito preservadas ao longo de toda a camada basal. Muito embora a descamação característica das lâminas não esteja presente, notamos que apresenta um adelgaçamento da epiderme.

Conclusão: O uso do Helianthus annuus liné aplicado topicamente em pele de ratos senis, promove uma descamação e adelgaçamento epidérmico.

 

Unitermos: girassol , epiderme, hidratação cutânea.

Campos, M. M. R., ALMEIDA , A. C. G.; Moreira, C. P. M.; Carvalho, A. I. C.*, Alma, J. M.* UniFMU/UNIFESP*

e-mail: campomonica@uol.com.br

 


>> Trabalho Completo <<
 










 


(11) 98525-4063
2015 - Belezain - Todos os direitos reservados. Termo de responsabilidade.

Desenvolvido e Hospedado por Megainter