HOME QUEM SOMOS CURSOS VITRINE EVENTOS CONTATO
(11) 98525-4063
 


 
 




 

Sistema Circulatório e Linfático - Um novo conceito - Dominique Jacquemay



 



Sistema Circulatório e Linfático

Um Novo Conceito

Dominique Jacquemay

Dominique Jacquemay, professora e criadora do método Drenagem Lympho-Energie, associa a drenagem linfática à energética chinesa. Diplomada em Medicina Tradicional Chinesa (Universidade de Xangai), bem como em Linfologia Medical Teórica (Lausanne – Suíça), Dominique propõe neste artigo um tema de estudo inédito e muito interessante.
Vimos nestes últimos anos desenvolver-se, junto aos profissionais, um entusiasmo confirmado para as técnicas de drenagem linfática. Elas são atualmente utilizadas na estética, no bem estar e na área da saúde. É verdade que se a circulação sangüínea revelou a maioria de seus segredos, o mesmo não ocorreu para a circulação linfática. Ela é a fonte de nosso Sistema Imunitário e inúmeras pesquisas ainda deverão ser realizadas.
 
 
Sistema Cardio Vascular e Linfático
 
Existe ainda uma terceira circulação, sutil e impalpável, não citada nos livros de anatomia e de fisiologia. Trata-se de uma circulação energética. Há mais de cinco mil anos, os chineses,observadores dos fenômenos da natureza, foram levados a descobrir sua existência e a utilizá-la visando a longevidade e a manutenção da saúde. Para nós ocidentais, esta visão pode parecer difícil de ser compreendida, até mesmo surpreendente. No entanto, as pesquisas científicas nessa área demonstram os fundamentos desse conceito, motivo pelo qual iremos nos esforçar para demonstrar a estreita ligação que existe entre estas três circulações. Em cada uma delas circula um fluido sutil material e/ou não material. Para os chineses, se o Qi (ou sopro impalpável e invisível) não circula convenientemente, se o seu fluxo está lento ou bloqueado, a circulação sangüínea e a circulação linfática, fazendo parte dos Jin-Ye ou líquidos orgânicos, estarão também alteradas. As analogias entre estas três circulações são numerosas, não sendo possível descrever todas. Antes de começarmos, citaremos alguns pontos importantes:
A circulação sangüínea é constituída por um circuito fechado cujo coração é o centro. O sangue de cor vermelha saindo do coração contém os elementos nutritivos essenciais a nossa sobrevivência. O sangue é impulsionado para as artérias, cujo calibre diminui progressivamente, transformando-se em finas arteríolas, formando, em seguida, um leito capilar. Neste ponto o sangue retorna carregado das toxinas residuais de nosso organismo.
 
 
Funções do Sistema Linfático
 
 
A circulação linfática tem uma função muito próxima à circulação venosa. Ela é um circuito paralelo, que transporta as macromoléculas (toxinas maiores) que o sistema venoso não pode recuperar. Os vasos linfáticos ou coletores têm a particularidade de serem balizados ao longo de todo o trajeto por gânglios, verdadeiras estações de depuração. Estes últimos agrupam-se em certas regiões do corpo e principalmente nas dobras de inflexão. Eles são considerados, em energética chinesa, zonas particularmente Yin, isto é, locais de proteção. O Yang é principalmente atribuído às regiões de defesa. Por exemplo, durante as lutas marciais, o adepto expõe sempre as zonas Yang, ditas defensivas, enquanto as zonas Yin são consideradas mais secretas, portanto mais sutis.

A circulação energética veicula o Qi que anima, segundo os chineses, a vida e, portanto, todo movimento. O Qi circula no corpo de duas em duas horas por um meridiano Yin ou Yang afim de nutrir de energia cada um dos órgão e tecidos. Os meridianos principais são em número de 12.

Vejamos as importantes regiões que são verdadeiros centros circulatórios e energéticos do organismo.

A região do pescoço

É uma região extremamente importante, um local repleto de veias e artérias. Encontramos de forma bilateral a artéria tireoidiana superior, que se transforma em artéria carótida externa para desembocar na artéria subclavicular.

O músculo esterno-cleido-mastóideo é constituído de duas chaves: uma sobre o esterno e outra sobre a clavícula. Ambas se inserem no mastóideo, que tem importante função. A contração deste músculo permite a rotação da cabeça para o lado oposto. Ao longo de seu trajeto, nós ou gânglios linfáticos, formam uma verdadeira corrente.

É também nesta região, no angulo júgulo-subclavicular, que a linfa, uma vez pura, após ter passado pelos gânglios, desembocará no canal torácico (vaso linfático de grosso calibre) para alcançar a circulação do coração.

O trajeto do nervo vago se faz entre a veia jugular e a artéria carótida. Diferencia-se por conter um importante contingente de fibras nervosas vegetativas destinadas às vísceras torácicas e abdominais. Existe também uma certa ação no nível do sistema parassimpático, portanto, do relaxamento.

A zona do pescoço é uma região facilmente tocada pelo terapeuta, motivo pelo qual, toda drenagem começa pelas manobras de relance linfáticas nesta zona, além das razões citadas anteriormente. Saiba também que esta massagem, muito suave neste nível permite uma rápida oxigenação do cérebro, o que favorece ainda mais o relaxamento, muito importante para a receptividade durante a sessão.

Vários meridianos Yang* (estes meridianos descem do céu para a terra) efetuam a descida da cabeça para os braços ou da cabeça para os pés. É importante saber que a cabeça é 100% Yang. Não encontramos, portanto, nenhum meridiano Yin. Na face anterior do pescoço, os meridianos que vão das mãos para a cabeça são o Meridiano do Intestino Grosso e o Meridiano do Intestino Delgado. Somente um, o Meridiano do Estômago, vai da cabeça para o pé.
 

Os Meridianos Yin > de baixo para cima
3 Yin na mão + 3 Yin no pé:
O Qi sobe.


Os Meridianos Yang > de cima para baixo

3 Yang na mão + 3 Yang no pé:

O Qi desce.

 
É importante falarmos sobre dois pontos situados sobre este meridiano.

O Estômago 9 é localizado sobre a borda anterior do esterno-cleido-mastóideo a um dedo e meio da borda superior da cartilagem da tireóide. Este ponto encontra-se exatamente sobre a artéria carótida. O seu nome chinês Ren Yin significa, literalmente, “batimento do homem” que, em chinês médico, quer dizer carótida. Este ponto é conhecido como « mar do Qi » (Ling Shu, capítulo 33). Diz-se que ele equilibra o sangue e a energia. Neste ponto, o terapeuta pode verificar a qualidade da energia, pois ele sente a pulsação graças à proximidade da carótida.
 
 
 
O ponto Estômago 12 situa-se em uma depressão no meio e acima da clavícula. É nesta região que a linfa é jogada para o coração. É também neste ponto que vários meridianos dirigem-se para o interior do corpo para se conectar com os seus Órgãos ou Vísceras respectivas.
O meridiano do Estômago terá, ele mesmo, uma ramificação profunda, que terminará no E30. Não estão os mistérios do corpo e da energia perfeitamente orquestrados?
 
 Dominique Jacquemay
Certificada em Medicina Tradicional Chinesa pela Universidade de Xangai
Criadora do método Linfo- Energia.
Contato:
Centro de Formação Dominique Jacquemay
Belgique : +32 (0)2 347 36 60 ou 0473/44.97.19

 

 
 










 


(11) 98525-4063
2015 - Belezain - Todos os direitos reservados. Termo de responsabilidade.

Desenvolvido e Hospedado por Megainter